A internet nos escravizou

E eis que ontem à noite a internet da vizinha – a qual emprestamos em segredo – resolveu cair, nos deixando em uma situação inédita: os três, em pleno horário nobre, na sala, sem ter o que fazer. A dependência química chegou num nível tão alto, que estávamos checando o sinalzinho de conexão do desktop a cada 30 segundos. “Nada”, “não voltou”, “puta que o pariu”, eram as interjeições mais proferidas.

Mas o pior de tudo era a crise aguda de abstinência, sem sabermos como resolvê-la. A TV não era uma opção, pois anda tão pouco usada, coitada, que até desaprendemos a assisti-la. Não havia dvds piratas novos na área. A inspiração para fazer música com os instrumentos da casa igualmente inexistia. Assim, ficamos lá, remoendo-nos internamente de angústia. Um olhando pra cara do outro, como pacientes numa sala de espera sem revistas de celebridades pra se distrair.

Fosse antigamente, poderíamos ter brincado de projetar sombras na parede, mas nossa pobreza de espírito não nos permitiu tal criatividade. Até ensaiamos um bate-papo, que não progrediu. Um teve a brilhante ideia de folhear duas revistas de papel, coisa que acho que não fazia havia anos. Não deve ter durado nem 2 minutos essa vã tentativa de preencher o tempo. Só pensávamos n’Ela, e Ela não voltava.

No fim, um a um, fomos desistindo e cedendo ao sono. Eu resisti por último, dei a clássica dormida no sofá, pra migrar à cama no meio da madrugada. Mas antes dei uma última checada: nada.

Deve ter sido a noite mais triste do ano no apartamento.

Anúncios

One Response to A internet nos escravizou

  1. Berna disse:

    Bulhas, a revolução começa por dentro!
    Vamos lá!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: