Bibliotecas

Bibliotecas, para mim, sempre tiveram uma conotação de espaços pró-forma – isto é, a sua existência apenas se dava tão somente para se dizer que se havia uma biblioteca. Por muito tempo, talvez desde quando passei a ter internet, e os trabalhos de escola passaram a ser possíveis de serem feitos de casa, não conseguia ver utilidade alguma nelas.

Pessoas que tiram livros? Não conhecia nenhuma. Na minha cabeça, só alguém muito estranho para fazer isso – gente extremamente nerd, de hábitos completamente estranhos.

Mas depois envelheci e eu mesmo passei a ter hábitos estranhos – como gostar de ler. E aí redescobri a biblioteca como um lugar para se ler sem precisar gastar dinheiro.

E aí voltei a frequentá-las. E descobri que não, não se tratam de espaços pró-forma, muito pelo contrário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: